28 de agosto de 2010

Você tem a capacidade de canalizar atenções?


Meu amigo até que ponto você se sabota, dando importância demais a pequenos detalhes? Até que ponto você perde boas oportunidades de ser feliz, preocupando-se demais com o que não tem e não percebendo o valor daquilo que possui? Todas essas questões são importantes para que você se toque - em algum momento - de sua predisposição a ficar se sabotando, sendo o pior juiz de si mesmo ao mesmo tempo em que é tão condescendente com os outros.

Mais que isso: é o jorrar de uma fonte, é a explosão vulcânica da vida que acaba de irromper, gritando alto por liberdade, iniciando novos movimentos, lançando moda, desencadeando a possibilidade do que antes não existia. Sonhando, imaginando, ousando...

Mais você precisa aprender, que nem sempre é necessário dar cabeçadas. Não existiriam caminhos mais sutis para o triunfo? Máscaras podem lhe parecer ridículas, mas quando se vive em sociedade é preciso compreender que não é sensato ser 100% autêntico. "Jogar" termina sendo um aprendizado necessário, o que não significa que você termine contrariando sua natureza, em absoluto. É preciso também aprender a reconhecer as perdas e os fracassos como partes essenciais do desenvolvimento, como processos da vida, da própria natureza humana.

As limitações do cotidiano, os impulso dramático e exagerado, os "Berrar" tudo isso funciona quando se é criança, e sob diversos aspectos não e dessa forma que você vai conseguir o que deseja lembre-se você não e o centro do universo.
Mesmo que muitas vezes, parecer que você quer ter o poder sobre os outros, mas isso não quer dizer que tenha até porque pelo que você me falou você só quer ser você mesmo, expressar o que tem vontade, agir conforme lhe dá na telha.

Você só não pode é quere impor seus gostos e preferências a todos à sua volta.
Como você todo mundo tem o seu jeito de ser e caber você respeita a diferencia aléia.

Não queira achar que você conquista todas as suas volta porque sempre vai ter uma que não vai gosta do seu jeito de ser, e para você essa não vai presta.
Discordando totalmente com a sua maneira de pensar.

E ai que ta o nosso pequeno problema meu amigo você sempre teve tudo a sua volta e de repente deu de cara com alguém totalmente diferente ”louca” uma loucura que não tava acostumado e se pergunta o tempo todo, porque ela, o que ela tem de mais .É alguém totalmente simples.

Mais foi essa simplicidade que fez você olhar para o que tava a sua volta.
A qualidade de uma sinceridade, ou a espontaneidade, ou quem saber foi à capacidade de canalizar atenções. Tudo isso faz uma diferencia enorme a um ponto que você não saber mais o quer fazer.
Creio eu que você gosta tanto dessa diferencia e muitas das vezes se pega a pensar o por quê ?

Não tem porque e nem para quer...
Basta você quere de verdade e mostra para a pessoa que não e nada daquilo que ela imagina.

Simples assim!!!
☺-☻-☺ E volte a ser feliz ☺-☻-☺!!!!

Agora sua amiguinha aqui vai pra farra, Até porque ela não e de ferro, lazer é preciso e faz bem a mente!!!
Amanhã quem saber eu ti conto o que fiz hoje, agora isso vai depende de você ser um bom garotão.
Um cheiro!!!!

Aonde vou toma meu caldo de sururu hoje?

Boa tarde meus amores!!

Por favor, não fiquem bravos comigo, estou aos poucos conseguindo visitá-los. Cada um de vocês no seu cantinho.

Só que aqui na empresa está uma correria danada, e quando eu chego em casa já passa da meia noite, tá na hora de dormir, por isso não estou tendo tempo para ir perturbar vocês, não estou reclamo ao menos tenho trabalho.

♥♥♥ Você saber que mora no meu coração ♥♥♥..

Menino como você é curioso, e para saciar sua curiosidade a pessoa que tava comigo ontem e um querido amigo.
Não tem nada de mais, que pensamento fértil você tem até que gostei da idéia mais com ele não rola..

Só é uma linda e inocente amizade ok.

Ai,ai,ai menino!!!

Em relação a minha vida pessoal também está uma correria só, mas graças a Deus só me tem acontecido coisas boas e logo contarei a vocês as novidades que são muitas...
Obrigado (a) a todos pelas visitas e pelo carinho, fico triste por não pode-los visitar com tanta freqüência e mesmo assim vocês vem aqui deixam recadinhos carinhosos, não me abandonam e isso me deixa feliz, pois sei fiz muitas amizades gostosas neste mundo de blogs...

Também quero agradecer aos novos visitantes que deixaram comentários maravilhosos, e aqueles por qualquer motivo entra olhar e sair, obrigada de coração.
Logo estarei no cantinho de cada um. Amo! vocês!!

Sabem em quer estou pensando nesse exato momento a aonde vou toma um bom caldo de sururu depois que sair do expediente.

Isso é um decreto por lei todos os sábados saímos com os amigos para o bar, beber cair e levanta.
E onde vou fazer isso hoje já que as barracas da orla de salvador não existe mais.
E olha que tinha um lugar delicioso que sabia fazer um bom caldo ( agora é procura um novo cantinho para a turma)Aff!!

Agora deixa ir trabalhar, tenho uma pilha de coisas a resolver.
Mais tarde tentarei volta isso sé não for abduzida por saturno.

Uma linda tarde a todos, de muito sol, amor, paz!!!E não se esqueçam
Tudo tem à hora certa para acontecer e se não der certo o que planejou foi porque ainda não e o momento.

♠♠♠Um super Beijo♠♠♠...

27 de agosto de 2010

Em busca de uma boa leitura.

Não fui à bienal de são Paulo mais a bienal veio a mim
Alias nunca ganhei tantos livros na minha vida ainda mais todos autografados e com meu nome.

Que delicia!!!!

Obrigada meus amores pelos livros.

Isso que é um bom presente Ter conhecimento através de uma boa leitura.
O que serão vocês, após virada a página do tempo? Onde estarão? Outros sobrevoarão esta terra, a qual já terão deixado.

Aprendam humildemente: sua jornada é curta. Amem seus irmãos. Um dia serão guiados, em outros guiarão. Lançem amor em todos os caminhos.”

Da sabedoria dos Migrantes

Raizes e assas: A busca pela sabedoria do caminho

Um pássaro migratório em busca da sabedoria. Um pinheirinho solitário em um vale deserto. Estes são os personagens desta cativante e envolvente estória que nos revela a essência de verdades universais e nos desperta para a preciosidade da vida, da alegria e do amor.
Uma estória simples, contada de forma a cativar milhares de leitores ao redor do mundo. Uma estória que espelha nossas mais profundas dúvidas e nos lança a uma reflexão íntima sobre nossas vidas, nosso ontem e nosso amanhã, aproximando-nos da sabedoria e da arte da liderança, da liberdade e da conquista de um sonho.

“Raízes e Asas” começa com a devastação de uma floresta milenar em um vale cercado por montanhas. Refúgio de pássaros migratórios que fazem dali um local de descanso nas migrações entre hemisférios, o vale deserto torna-se o cenário do encontro de dois personagens apaixonantes, de mundos completamente diferentes: Um pássaro migratório e um pinheirinho solitário.
Conseguir respostas e utilizá-las para reconstruir sua identidade e reorientá-lo em seu caminho. Esta é a sabedoria que o migrante Branno busca colher a cada bater de asas. Cercado de perigos em sua jornada, ferido e incapaz de voar, ele se vê forçado a ficar ilhado por todo o inverno num vale deserto. Ali conhece um amigo especial, um pinheirinho, e juntos partilham seus sonhos e esperanças, encorajando-se mutuamente.

“Raízes e Asas” é sobre nossas próprias vidas, nossas dificuldades, dúvidas, anseios e sonhos. É sobre a fraqueza e a força de todo ser humano. É sobre a esperança em nós e no amanhã de toda a humanidade. Temos enfim, através da aventura dos personagens, a chance de percebemos nossas vidas, aprendermos sobre as escolhas, a sabedoria e o caminho que trilhamos. A busca pela sabedoria do caminho é também a busca por respostas às nossas questões pessoais.

Mais que acompanhar um pássaro em sua longa Migração através de continentes ou o crescimento de uma árvore, Raízes e Asas nos envolve em uma jornada espiritual dentro de nosso íntimo, no âmago de nossos sentimentos e convicções, guiando-nos para além das dificuldades e desastres, em busca da sabedoria para trilhar nossos passos. Devolve às nossas mãos a chave para a alegria e a realização pessoal: o desenvolvimento de nossos dons e a realização de nossos sonhos.

Maninho você e uma onda mais ti amo tanto
Cuide-se.

Situações difíceis do ser humano.


Meu amigo veja em que ponto você chegou em sua vida, já faz dois anos que você passa por esse cantinho e ainda continua se sentido sozinho?

Como isso pode acontecer com alguém, se ao nosso redor sempre temos pessoas para conversar, compartilhar idéias e opiniões, seja no trabalho, na faculdade, na vizinhança? Mas na sua mensagem, você diz tudo. (Você se sente sozinho), mas isso não significa que você realmente esteja sozinho. Esta é uma visão precipitada de como você está vivendo.

Quando você se sente sozinho, não é culpa dos outros, mas é culpa sua. Como assim? Você se sente sozinho porque procura se distanciar dos outros. Você acha que aquelas pessoas não devem ficar próximas de você, porque não ligam para o que você está passando. Acha que as pessoas são indiferentes a sua situação, mas elas nem sequer sabem o que você está passando. Por que culpá-las então? Por que não reconhecer que está se fechando para o mundo que está todo aberto para você? Você acaba achando que sozinho estará melhor, já que ninguém pode lhe ajudar, mas assim você se isola ainda mais. Percebe que você não está bem? Você não assume que o problema está em você. Por que ficar parado? Você está esperando que as pessoas do nada venham lhe visitar e dizer o quanto você é importante? Por que não procurar nas pessoas a importância que você tem para elas? Você pensa que as pessoas te reprovam, mas é você que está reprovando as pessoas.

Todos nós temos importância. Todos nós temos muito que aprender e ensinar. O isolamento é decorrente de uma fase negativa, aquela em que você acha que nada dará certo para você e que as pessoas não se importam. O lado bom de tudo isso é que esta fase passa e sairemos fortalecidos. Então, o que fazer para que ela passe? Você deve buscar ajuda dentro de si mesmo e perceber o quanto você é especial. Verá que uma pessoa como você jamais poderá se sentir sozinho, que os amigos que você tem, sejam poucos ou muitos, gostam de você justamente do jeito que você é e porque encontraram em você coisas que não encontraram em outras. Está vendo como você não é uma pessoa comum? Você pode até se sentir sozinho, mas lembre-se que você é único, dentre todas as pessoas deste mundo. Isto é maravilhoso. Abandone essa solidão imaginária e dê a verdadeira importância para si mesmo, cada dia mais.

Todos nós passamos por momentos de solidão, de angústia, de medo. Ninguém, absolutamente ninguém está livre de passar por isso. Mas se não usarmos estes momentos difíceis para crescer, para nos fortalecer, sofreremos do mesmo mal novamente e com a mesma intensidade.

E aposto que não e isso que você quer para sua vida querido.
É duro ter esta consciência, mas todos nós ainda passaremos por muitas situações difíceis até o resto de nossas vidas. Mas se tivermos as ferramentas necessárias para alivia essa solidão você tira tudo isso de letra.

Se colocar no lugar do outro às vezes nos faz perceber que não somos somente nós que temos problemas. Às vezes criticamos duramente algumas pessoas que erram, mas que erram por que estão com problemas, estão solitárias, indefesas. Elas podem estar sem um rumo bem definido, naquele momento. Será justo despejar agressão sem analisar a situação do outro?

Amar é permitir sempre, amar é deixar que o outro vá - ou que fique, se assim o desejar. Amar é ter um respeito absoluto pela própria liberdade e pela liberdade do outro. Amar é compreender sempre. “E isso não significa apenas entendimento racional, vai além, muito além: Amar é reconhecer afetuosamente o direito que o outro tem de fazer suas escolhas.”

(Mesmo que essa escolha eventualmente me exclua.)

Quem não concorda com tal idéia de amor não merece o meu.
Aliás, recuso terminantemente o eventual amor de quem não ama a própria liberdade antes mesmo de me amar.
Porque o amor tem que ser livre - em todos os sentidos.
E toda mudança, você sabe, requer um plano.

Algumas vezes, plano esboçado em folha de papel, e outras vezes, plano intuído no cérebro do homem. Mas a mudança mais gostosa é aquela que requer apenas um plano inclinado, por onde a gente escorrega em óleo de amêndoas como se fosse ao corpo de um grande amor, desliza até a borda - e então salta feito Ícaro em direção ao vazio do belo escuro profundo da vida.

“Quando as coisas resistem às idéias e o mundo resiste aos sonhos - não devemos mudar de sonhos, nem mudar de idéias: temos é que mudar de coisas ou mudar de mundo.”
Capítulo inicial do livro "Solidão a Mil.")

Só sei de uma coisa aqui nesse cantinho não tem como você ainda continua se sentindo sozinho.
♥♥♥ Amigo Um Forte Abraço ♥♥♥!!!

26 de agosto de 2010

DESCOBRIR NOVOS HORIZONTES..

Anseios da Alma!!!

Vagando nos meus pensamentos!!
Olá amores!! Hum pelo visto , alguém sente minha falta que delicia, saber que  somos amados por alguém

A semana foi uma correria,  e para quem fiquei devendo a postagem de ontem ,
Estou muito bemmmm amoré, só não tava com tempo o suficiente para deixar um cheiro aqui para você meus doces amigos.
Não sei você mais eu sempre tive a certeza que um dia tudo isso ia acontecer.
E aconteceu.

Basta você querer com intensidade que as coisas acontecem.
De forma plena, boa e inesquecível...

Como eu sempre digo: fazer as coisas com amo sempre tem o seu valor.
E afirmo: os meus presentes vêm sempre quando eu não estou esperando... E como vem...
Vocês não estão entendendo nada não é? Depois eu explico.

Qual foi a lembrança registrada por você hoje?
Guardar lembranças físicas faz bem?
Saber como eu quero se lembrada?

♥♥♥(sempre por ti)♥♥♥!!

De uma forma carinhosa ou por aquele momento que me teve, mesmo que foi só por uma vez ou através dos seus pensamentos
ou através do meu cheiro do meu perfume em outra mulher, ou meu sorriso ou quem saber o meu olhar através de outra pessoa na rua.

Ou por qualquer motivo eu sempre vou ser essa pessoa que um dia você conheceu e invadiu o seu sonho.

Eu quero ser sempre lembrada.
Pela palavra que disse e que nunca foi esquecida, ou meu jeito maluca de menina mulher ou quem saber as minhas brincadeiras sem anexo e até pelas brigas, mais sei que não quero ser esquecida por você

Sei que de certa forma sempre fui amada..
Mesmo com aquele ar de nostalgia, sentida.

Ou com aquele olhar perdido, querendo ser encontrada por você...
Ou quem saber por aquelas noites que meu riso ecoava, ou quando eu cobrava de você algo que você não poderia fazer. E muitas vezes não tive a humildade de me colocar no seu lugar.

E os momentos de silencio surgia entre-nos.
Mesmo assim quero ser lembrada pelo bem que ti fiz e deixei,
Ou quem saber pelo gosto ruim que o tempo destilou ou até perpetuou,

Amar é estranho mesmo, mesmo e mesmo assim ama-se sempre.

Marcas ficam, marcas se vão...
Mudamos, mudam, simplesmente mudaremos.
Por vezes sem notar, por vezes notando...

Amamos já de uma forma que já nem sabemos como é não mais amar...

Amar, mudar...
Tudo muito parecido com o tempo...
Por vezes tudo muito lentamente
Por vezes muito rapidamente...

Fui embora, sem que ao menos você soubesse de mim. ou tivesse a oportunidade de olhar nos meus olhos.

Mais será o que o destino nos reservar?

O bom foi que consegui mais uma imagem sua que guardo aqui dentro de mim...
Quem saber isso tudo não se transforma em uma linda historia de amor.
sei que queria ter ido comigo, ter sentido o vento, ter sido o meu guia minha companhia aquele lugar que por tanto tempo sonhei e que você me deixou sonhar. Jamais imaginei outra pessoa comigo.

Lembra: (Dois índios “nus” descobrindo novos horizontes)?

Faltou algo?
Um pouco de luz, de calor, quem saber não foi o ar para nos flutuar...
Mas para que tanta coisa fosse diferente
E que eu me sentisse incandescente.
Faltou um detalhe:

Faltou você!!!.

Essa a minha lembrança de você.
Parece que ta lendo meus pensamentos ele me questiona:
No que você está pensando? Tá tão quieta...

Que eu te amo... Sem explicações...

Ou seja quando existe verdadeiro encontro com alguém, no diálogo, na abertura, na fraternidade, deixamos de ser mera pessoas e passamos a categoria de reais.
Nos verdadeiros encontros humanos, acontecem coisas muito comoventes e essenciais: mutuamente vamos aos desembrulhando, desempacotando, revelando...

Você já experimentou essa imensa alegria da vida?

A alegria profunda que nasce da alma, quando duas pessoas se comunicam, virando uma para outra ?

O conteúdo interno é o segredo para quem deseja tornar-se presente aos irmãos de cada estrada, e não apenas a mais hum na vida de alguém.
Um presente assim, que não necessita de embalagem, é a verdadeira alegria que a gente sente e não consegue descrever, só nasce no verdadeiro encontro com alguém.
A gente abre, sente e agradece.

Uma homenagem aos meus preciosos amigos!!
Obrigado (a)!!! Meus amigos, por estarem sempre aqui comigo e vazer parte dessa doce viagem atraves do amo.

Uma ótima madrugada...

23 de agosto de 2010

Uma experiência única que em breve irei repetir.

Haja coragem para tanta emoção!Ou para querer troca a terra pelo ar.

Miguxo!! vocês estão se mexendo? Eu estou.
Não apenas no sentido de fazer as coisas, mas também de fazer acontecer.
Chega de deixar pra depois o que já devia ter sido feito há anos, chega de adiar e adiar e adiar chega de deixar pra amanhã o que posso fazer hoje. Quero chegar aos 127anos e dizer: Graças a Deus, vivi bem, realizei meus sonhos, fiz tudo o que gostaria de ter feito. Realizei tudo que sempre desejei e aquilo que todos esperavam de mim, a vida passou e não tenho arrependimentos. Não fiz mal a ninguém, não causei danos, fiz o bem. Amei aqueles que estão e que estiveram comigo, amei os que não estão e nem nunca estiveram.
E assim vou para mais uma aventura a Ilha de Itaparica.
Primeiro um bom conselho para os que queiram iniciar suas aventuras pelo céu, é necessário antes de tudo coragem e determinação. (Coragem eu,nas alturas hum mulher errada)..rsrsrs

Fiquei o tempo todo me questionado, por que é que é que eu invento essas coisas? Foi isso que passou pela minha cabeça quando eu tive de sair do avião a 13,5 mil pés (4,4 mil metros). Mas fazer o quê? Já que tinha aceitado o desafio, não podia amarelar. Ficar muito feio para a minha imagem desistir só porque o coração batia embaixo da língua e minha mão parecia uma bica de suor.
Meu amigo Fernando que é o instrutor que fez o salto comigo chega perto e fala:

Prepare-se para voar.

Primeiro você se imagina de pé, em frente à porta aberta de um avião, a 13,5 mil pés, ou seja, 4,4 mil metros do chão. Na sua frente, uma paisagem deslumbrante. Imagine a sensação do vento batendo forte no rosto, você respira fundo e se joga?
Fiquei observando toda a preparação: veste o macacão, alonga, conversa com os instrutores, piloto fala com os controladores de vôo e eles embarcam. Ficamos ali no hangar, aguardando até que chegasse a minha vez de brincar. Pouco antes das 14:00h, eu comecei a me arrumar.
O Meu irmão estava achando tudo aquilo muito engraçado. Eu não parava de falar e ficava dizendo que estava super tranqüila. E estava mesmo. O pavor bateu quando se preparava para fechar a porta e o avião decolar.
O Fernando me deu uma água com gás, conversou bastante, mostrou o equipamento e fizemos um pequeno treinamento ali. Deitei em uma prancha de madeira com rodinhas e ele me mostrou como deveriam ficar as minhas pernas. Falou mais de 10 vezes que, na hora do salto, eu tinha de ficar com as mãos agarradas num equipamento que eu vesti por cima do macacão. É isso que faz com que o passageiro fique preso ao instrutor.Ok

Demorei a entender por que ele falava tanto nisso. Na hora do salto percebi: quem comanda o para quedas é ele, e as mãos do passageiro devem ficar paradas. Feito isso, fomos para o avião, um monomotor Skylane, com espaço para cinco pessoas. Bem apertadinho. Na porta, mais um treinamento, simulando o temido salto. Uma sensação estranha, porque fiquei grudada no Fernando e não podia me segurar no avião, exatamente como nas alturas.

Tudo pronto, hora de subir. Foi minha primeira vez também em um avião pequeno. O piloto falou com a torre, eu fiz o sinal da cruz e subimos bastante. A vista me encheu os olhos. Lá de cima eu percebi a perfeição da Ilha de Itaparica e neste momento, confesso: escorreram lágrimas dos meus olhos. Realmente, a Ilha tem uma vista lá de cima linda.

De repente o piloto grita: porta! Eu como assim porta?
Ai meu pai diz: chegou o momento.

O piloto avisa: em três minutos podem pular. A gente se ajeita no pequeno avião, Fernando fecha os engates e estamos prontos. Dou uma última olhada para baixo. É alto pra caramba. Piloto grita: porta!
Augusto que é pára-quedista há 25 anos sorri, e vai para fora do avião. Ali, ele se segura em uma alça grudada do lado da porta da aeronave, os pés ficam em um estribo em cima da roda. Ele começa a fala ela não vai pula e muito medrosa eu comecei a fica com raiva dele mais o meu medo era tanto.
que de repente veio o pensamento da rápida aula que tive dentro do avião com o Fernando. Você fica nas minhas costas, e coloca o pé para fora, no estribo e pede que eu coloque meus dois pés ali também. Ele se segura na asa do avião. O vento é muito forte, em torno dos 120km/h. Quando distrai um minuto meu irmão mim empurra em um sinal estou voando! Em queda livre entre 200 e 220 km/h. “Aff!”!!

O vento entra na minha boca e na minha garganta e eu não sei exatamente o que fazer. Tenho dúvidas se a sensação é boa ou se ainda tenho medo. Coração bate descompassado. São 40 minutos: 45 segundos de queda livre. Mais longos da minha vida. Procuro não olhar para baixo, mas não consigo. A vista é maravilhosa. Meus braços, que estavam abertos, se fecham e eu encosto as palmas das mãos como em agradecimento por aquele momento mágico. A sensação de adrenalina percorrendo todo o meu corpo é indescritível.
Quando você pensa que não poderia haver emoção maior, chega aos 1.200 metros do chão. É hora de abrir e comandar o pára-quedas, e a adrenalina sobem mais ainda. O ritmo muda quando o equipamento abre. O vôo fica mais suave, o vento faz menos pressão. Momento para curtir os últimos segundos do vôo e se preparar para voltar ao solo firme outra vez. A poucos metros do solo, começa a missão de controlar o pára-quedas e você se prepara para descer suavemente.

Este sonho dura, em média, 40 minutos: 45 segundos em vôo duplo dos quais em queda livre e mais cinco minutos de vôo. E, enquanto recolhe o equipamento, você volta a respirar normalmente, o coração volta ao ritmo normal. Pelo menos até o próximo salto!

Foi uma das mais - se não a mais - gostosas experiências que já tive nesses 27 anos de vida.

Afinal, se tanta gente pratica este esporte incluindo muitos que já passaram dos 50, 60 anos alguma coisa de especial ele tem. E como tem. Um salto de para quedas faz a adrenalina ferver. Imaginem para mim, que tenho medo de altura. Uma experiência única que em breve irei repetir. Depois dessa aventura no ar resolvemos aproveita a ilha no mergulho ao mar, junto aos peixes foi maravilhoso ameiiiii..
Meu domingo foi assim, com varias paisagem sobre os meus olhos..
Agora sua amiga nesse exato momento está no trampo, depois de um dia mais que especial..

Uma ótima semana!! Espero que tenha aproveitado muito bem o seu dia..

♥♥♥ Um cheiro amoré♥♥♥

22 de agosto de 2010

De vida a sua arte seja criativo...

Muito criativo. É a cara do nosso povo!

Isto é que é preservar a nossa arte nossos artistas de rua! São eles que contam a nossa historia e dar vida a vida Simplesmente amei Nunca vi uma exposição tão simples e bela como esta.


E não só a exposição na areia, o projeto também é um incentivo maravilhoso que deve continuar. Parabéns a você!

Quando me deparei com essa obra de arte na praia de Rj no mês passado me lembrei dos meus tempo de menina que amava passa horas e mais horas na praia fazendo castelo de areia só para a onda leva. pensava eu que a vida era feita de castelo.
Momento muito especial que nos torna uma boa recordação..

Alias recorda é viver!!!

Vamos usa a arte da criatividade para transforma esse país.

Um ótimo dia para você sua amiga aqui vai
Aventura-se em uma viagem de pa-ra- que-da.

(Ai que medo)!!!

Conto como foi à noite..
Fui!!!