22 de outubro de 2011

To tentando aprender o que fazer com tanta liberdade..

Às vezes, eu sinto o medo das incertezas da vida, só que  não posso deixar de perguntar quando eu vou deixar esse medo? E Assumir o próprio volante da minha vida e começa a dirigir com sabedoria.. Mesmo que tudo isso me impulsione ao um desmaio das minhas próprias assombrações. Só sei que ultimamente comecei a achar que era à única atrás do volante, foi duro aprender, mais uma coisa eu tenho plena certeza. Seja lá o que o amanhã tenha a me oferecer eu vou sempre estar com os meus braços bem abertos e olhos abertos também.

Por isso amores, esse post não é sobre nada em especial, ele é mais “pessoal” rs.
Tive uma semana muito corrida casa nova, trabalho novo, e com tudo isso veio a Insônia palavra essa que não sonhava em fazer parte da minha vida, só sei que de repente ela entrar em cena no primeiro capítulo, do meu rap noturno.

Segunda amore, tava de folga e a minha terça nem vi passar. Muito trabalho sem contar que na quarta dobrei e quando cheguei na quinta louca pra dormir fui assistir o show da Sade, com os amigos e familiares. Que por sinal foi maravilhoso valeu cada centavos pago.

Hoje acordei como diz o meu avô: Com as galinhas,

Ainda não me acostumei com esse horário de verão. São exatamente 8 anos que o horário de verão não fazia parte da minha rotina. Mais infelizmente tenho que me habituar.

Por incrível que pareça fiz todo o ritual que se faz para sair de casa e coloquei uma roupa super básica mais em compensação minha bolsa devia estar pesando uns 12 kg.. rsrsrs.. Tive que deixa o carro no estacionamento do terminal rodoviário do Tietê; e de lá pequei o metrô até a Liberdade fui fazer algumas comprinhas.

Gente, como aquele lugar consegue ser tão demais? Toda vez que vou lá fico pensando isso rs. Fui almoçar era 14:00. SP é sempre uma surpresa né?!!!

Ah! Lembrei de mais uma coisa rs, quando já estava na metro fui até o banheiro, mas eu estava com muitas coisas (minha bolsa, garrafa de água, compras e minha agenda essa que e minha companheira diária eu poderia ter esquecido qualquer coisa a garrafa de água, as compras o celular, a bolsa no banheiro, NÃO, eu esqueci justo a minha agenda com todos os meus contados. Imagine a minha loucura. Mais como eu sempre pude contar com esse fato chamando sorte. Um rapaz com uma voz bastante grave me ligou dizendo que tinha achado uma agenda e perguntou como eu me chamava. E como ele poderia me encontrar para devolver.

- Falei como e onde.. Agradeci muito a gentileza dele por me devolver a minha agenda .. Obrigada novamente!!... Gigante de Aço..

Pelo caminhar, ainda tem muitas coisas a ser colocadas em ordem. Por esse motivo acho que esse fim de semana devo ficar entre quatro paredes. Na minha maravilhosa tranqüilidade, assim espero.

Só que essa tranqüilidade sempre me faz refletir um pouco mais. O que será que estou fazendo de bom com tanta liberdade??..

São tantos desafios depois que você sai de casa e vai mora sozinha é como se aos pouco você se descobri se. Quem é você de verdade, e em alguns momentos, você só tem você mesmo. Aprende a ver quem são seus verdadeiros amigos e o que você gosta realmente de fazer. Às vezes não da para sentir isso quando morar em uma casa com tantas pessoas as coisas se mistura de uma forma que não da para sentir essa tão sonhada liberdade.

Por isso estou preenchendo esse espaço livre e aproveitando esse grito de liberdade da melhor maneira possível.

E como se tudo isso fosse um passo de mágica de repente varias obrigações que você não suportava e compromissos desnecessários, magicamente sumiu da sua vida.

Já pensou que nunca mais vai ter que cumprimentar aquela fulaninha do trabalho que você odiava. Mais mesmo assim tinha que manter as aparências agora pode fingir que não a conhece (eu adoro isso!). Ou então, aquele colega chato bêbado:- Adeus, amiguinho. De repente eu esqueci quem é você! Uhuuu!!!

Várias concessões que tinha que fazer, agora simplesmente não são mais necessárias.

E o momento é de introspecção. Medo? Não, não, eu adoro o som da minha própria voz ecoando na minha cabeça. Melhor do que de muita gente. Parece presunçoso demais? Mas o momento é esse mesmo. Ser absolutamente egoísta e apaixonada por mim mesmo. É assim que se curar e renascer para as novas possibilidades.

Estou completinha, perfeitinha! Mesmo que a vida me de uma bela surra eu sempre encontrarei algo para somar a minha existência.

Um dos exercícios mais emblemáticos que eu me propus, a fazer é ir ao cinema sozinha, chegar em um vôo solo isso não e fácil.. Sempre que vou ao cinema estou acompanhada E tive que fazer esse vôo solo, mais por incrível que parecesse é absolutamente libertador você chegar na bilheteria e escolher o filme que quer ver, sem medo de ser feliz. O bom disso é que não vai ter ninguém a sua frente pra te censurar..

Você pode colocar sua poltrona na frente, no meio, no canto. Pintar de azul, vermelho, amarelo que não vai ter ninguém, ninguém mesmo pra te dizer o que tem que ser feito . E lá vai está a sua própria marca de maneira bem visível.

Ao menos que já haja um monstrinho ali e não seja interessante o suficiente para querer sentar no colo dele. Ops, o momento é de liberdade. Não estrague o processo moça....

Isso até que é uma animação bem fofinha, um drama cabeçudo iraniano. (Vá em frente, ninguém vai te censurar). Acreditar nisso mesmo?

É um exercício que eu recomendo mora sozinha não é um exercício tão fácil assim como ir para a balada ou viajar completamente só. Esses são níveis avançados que eu consegui percorrer recentemente. (Ainda estou em construção.)....

Voltando ao cinema, ele sempre foi uma grande escola para mim, muitas das questões que me atormentam foram sossegadas em frente à telona e hoje o meu primeiro filme solo vai ser “A Pele” de Nicole Kidman. Um clima meio atormentando e nada blockbuster, mas é o que estou precisando.

Os que vêm depois desse, eu nem sei, como também nem sei por que isso se tornou um delicioso hábito e como a liberdade tem um gosto maravilhoso que não pode ser esquecido e deve ser saboreado, mesmo que em doses homeopáticas.


Um lindo domingo pra todos!....

21 de outubro de 2011

Coldplay lança clipe de "Paradise"; assista



Paraiso
Coldplay.

Quando ela era apenas uma garota

Ela esperava que o mundo

Mas voou para longe de seu alcance

Então ela saiu correndo em seu sono

Sonhou para-para-paraíso

Para-para-paraíso

Para-para-paraíso

Toda vez que ela fechou os olhos

Ooohh

Quando ela era apenas uma garota

Ela esperava que o mundo

Mas voou para longe de seu alcance

E balas de pegar em seus dentes

A vida continua

Ele fica tão pesado

A roda quebra a borboleta

Cada lágrima, uma cachoeira

Na noite, a noite de tempestade

Ela fechou os olhos

Na noite

A noite de tempestade

Fora ela voou

Eu sonho com para-para-paraíso

Para-para-paraíso

Para-para-paraíso

Whoa-oh-oh oh-oooh oh-oh-oh

Sonhava com para-para-paraíso

Para-para-paraíso

Para-para-paraíso

Whoa-oh-oh oh-oooh oh-oh-oh

La-la-la-la-la

Ainda deitado debaixo do céu tempestuoso

Ela disse oh-oh-oh-oh-oh-oh

Eu sei que o sol deve definir a subir

Isto poderia ser para-para-paraíso

Para-para-paraíso

Isto poderia ser para-para-paraíso

Whoa-oh-oh oh-oooh oh-oh-oh

Isto poderia ser para-para-paraíso

Para-para-paraíso

Isto poderia ser para-para-paraíso

Whoa-oh-oh oh-oooh oh-oh-oh

Ooohh

Isto poderia ser para-para-paraíso

Para-para-paraíso

Isto poderia ser para-para-paraíso

Whoa-oh-oh oh-oooh oh-oh-oh

Ooohh, oohh ...

20 de outubro de 2011

Vídeo criança especial.



Uma reunião ocorreu muito longe da Terra:


“Está na hora de mais uma criança nascer”.

Assim falaram os Anjos ao Senhor lá em cima,

“Esta criança especial muito carinho precisará ter”.

Ela poderá não correr, nem rir, nem brincar,

Seu pensamento poderá parecer muito ausente,

De muitos modos não conseguirá adaptar-se,

Sempre será conhecida como Deficiente...

Vamos ter cuidado, pois, para onde iremos mandá-la,

Pois queremos sua vida repleta de alegria.

Por favor, ó Deus, aqueles pais encontrai,

Que possa executar essa tarefa especial para Vós...

Não irão se dar conta esses pais, de imediato

Do papel destacado que lhes foi pedido exercer;

Porém, com esta criança que de cima lhes mandam,

A fé será mais forte, o amor vai florescer...

Logo compreenderão o privilégio que lhes foi dado,

De cuidar, com desvelo, do presente do Céu.

Dessa carga preciosa, tão humilde e tão frágil,

A criança muito especial que é do Céu!

Novo clipe da Rihanna.


1950 x 2011

We Found Love (Tradução)

Compositor: Rihanna

Nós encontramos amor

Diamantes amarelos na luz

Estamos lado a lado

Quando a sua sombra cruza a minha

É o que basta para que eu ganhe vida

É como me sinto, não dá para negar

Mas preciso deixar pra lá

Encontramos amor em um lugar sem saída

Encontramos amor em um lugar sem saída

Encontramos amor em um lugar sem saída

Encontramos amor em um lugar sem saída

Ilumine uma porta aberta

Amor e vida se dividirão

Dê meia volta pois eu preciso de você mais ainda

Sinta as palpitações na minha cabeça

É como me sinto, não dá para negar

Mas preciso deixar pra lá

Encontramos amor em um lugar sem saída

Encontramos amor em um lugar sem saída

Encontramos amor em um lugar sem saída

Encontramos amor em um lugar sem saída

Diamantes amarelos na luz

Estamos lado a lado

Quando a sua sombra cruza a minha

Encontramos amor em um lugar sem saída

Encontramos amor em um lugar sem saída

Encontramos amor em um lugar sem saída

Encontramos amor em um lugar sem saída

Encontramos amor em um lugar sem saída

Encontramos amor em um lugar sem saída

Encontramos amor em um lugar sem saída

Encontramos amor em um lugar sem saída

19 de outubro de 2011

Is my love, or is my peace.

 Desejos, de mulher com casamento marcado. Até achei que não poderia surtir algum efeito, mas a princípio foi uma brincadeira. Entre mulheres .A experimentar um perigo quase real de serem vistas por seus noivos em algo bem suspeito. Dizia que era tudo completamente controlado e que o perigo era realmente só a sensação. Espantei-me com a quantidade de e-mails que recebi. Achei que seria interessante continuar a brincadeira, ou transformá-la em algo muito maior que uma brincadeira...
Imprimi os e-mails e levei pra minha casa, li com calma e em, em especial, me interessou demais. Seu apelido era, cafachorro uma mistura de cafajeste com cachorro era noivo com casamento marcado.

Seu texto tinha muita hesitação nas palavras, tinha medo, receio, e isso me deixou muito intrigada. Ele devia ter muito desejo de fazer algo desse tipo, pois, mesmo com todo esse medo, ele me procurou. Liguei imediatamente meu computador e respondi ao seu e-mail. A resposta veio tão rápida que imaginei como ele estava ansioso, grudado ao computador aguardando meu contato.

Nos provocamos durante algumas semanas, por e-mail, depois pelo messenger. ele se sentiu muito à vontade e falávamos muitas coisas muito excitantes. Então chegou a hora de fazer o convite à realização de nossa brincadeira. Disse que não diria como seria nossa noite. Nem se aconteceria à situação de perigo de ser pega na primeira vez...

ele concordou e saímos para nos conhecer. Nesse dia nada rolou, a não ser muita sedução e jogo de charme dos dois lados. No final, foi impossível não nos beijarmos na despedida. ele era um moreno lindíssimo, cabelos negros, enfim, . ele ficou muito inquieto com o beijo na porta de sua casa, mas correspondeu mesmo assim com muito desejo. Disse que as coisas aconteceriam assim, naturalmente e de vagar, mas na verdade meus planos eram outros.

no próximo encontro ele teria uma surpresa. Passei algumas semanas sem marcar o encontro. Queria ele louco e ansioso. provoquei bastante pelo msn. Também estava louca de tesão por toda essa situação, mas precisava ter controle sobre mim e sobre a situação. Marcamos e fomos jantar numa terça-feira em um gostoso restaurante italiano. Bebemos vinho e ele ficou bem solto, aquele rapaz tímido que mal falava já estava muito alegre e distraído.

Ele tava sentado de lado no banco do carro virado para mim e conversava fazendo carinhos no meu cabelo e rosto, como namoradinho. De repente tomou um enorme susto quando descobriu que estava na rua da sua noiva.

A surpresa aumentou quando parei o carro em cima da calçada, bem em frente à casa dela. Ele pirou, pediu, por favor, para eu ir embora. Eu arranquei com o carro, e parei numa rua deserta e mandei ele descer, secamente. ele muito assustado desceu, pensando que eu a tinha posto para fora. desci do carro também e pedi: - me empreste sua carteira, por favor. - o que? - por favor. me dê sua carteira um minuto. Joguei a carteira dentro do carro e perguntei: - me diz em que banco está sua carteira. Diga-me e eu vou embora. ele tentou olhar para dentro do carro e não conseguia ver nada.

O carro tinha filmes muito escuros para se enxergar à noite. ele sorriu e entendeu o que eu queria dizer. - não faço nada que não esteja totalmente sob meu controle, agora entre no carro e confie em mim. ele entrou indeciso e sorriu quando viu sua carteira bem próxima, e precisou tirá-la para sentar-se. dei a volta no quarteirão e parei novamente na frente da casa de sua noiva. Quando começamos a nos beijar e acariciar, ele ficou louco.

Tudo aquilo estava fazendo o efeito que eu esperava nele. ele realmente tinha uma enorme tara em trair sua noiva e que fosse algo muito próximo dela perceber. ele me acariciava por cima da calça, nossos beijos já se encontravam somente em alguns momentos, pois nossas bocas estavam freneticamente se movimentando pelo pescoço, ombros, orelhas. Nossas mãos já procuravam pequenas partes do corpo por baixo das roupas. Essas foram caindo uma a uma no banco de trás.

Ate mais!!!

17 de outubro de 2011

Não me agradeça apenas não me esqueça.

E tão difícil manter uma amizade sem a pessoa fica envolvida?

Há muito tempo o ser humano descobriu algo que estava

Escondidinho em seu íntimo: Sentia algo, mas não sabia o que era

Isso vem ocorrendo há décadas...

CARÊNCIA: Carência em todos os sentidos

Então, quando conquista uma amizade

E deixa esta amizade fluir...

Confunde os sentimentos...

Deixa a carência falar mais alto e aquilo que era uma amizade

Transforma-se em um sentimento.....

Conhecido como paixão.

Hoje, é natural e normal uma grande amizade, no decorrer de sua existência, passar

Pela paixão, sedução, sexo... E, depois, vai retornando ao estado inicial de.. Amizade

Conhece aquele ditado:

Se eu ficar ou namorar ou transar contigo, estragaremos uma amizade....

Ou algo parecido com isso?

Qualquer um sente a falta de um abraço carinhoso e sincero...

Um aperto de mão mais especial

Um simples encostar de cabeça no ombro de alguém...

Tudo isso tem vários nomes: cafuné, acarinhar, etc e tal

Hoje em dia as pessoas pouco se notam....

Pouco se olham nos olhos enquanto conversam

E esta falta de NATURALIDADE, alimenta a CARÊNCIA.

É desta forma que eu, particularmente, vejo a vida

E os relacionamentos.

Qualquer um passa por isso.

Eu passei por isso 2 vezes.

Perdi um amigo...

E o outro, apesar de tudo, teimou em ficar apena meu amigo..

Mas é inevitável a falta de um abraço sincero, demorado e carinhoso.

Você é uma mulher bonita, inteligente, trabalha em um local onde predomina a CARÊNCIA, quando alguém se aproxima de você

Apta seu jeito sincero e, fatalmente, se apaixona.

Não podemos confundir paixão com amor.

São 2 coisas bem diferentes e distintas

A paixão é um querer repentino, imediato, aqui e agora, que necessita de beijo, abraço e......finalmente.......interação sexual.

Depois que acaba, vem um vaziozinho... Uma vontade de querer ir embora....uma necessidade de telefonar para alguém.... etc e tal...

AMOR, é tudo isso, mas no final, permanece um tal de "quero mais".

Não quero largar.

Quero ficar mais tempo grudado, enfim, acho que é isso.

Quando não acha isso, quem estava procurando por isso se frustra porque não conseguiu o objetivo e, pode tentar de novo ou simplesmente

Desencanar.

Por quê?

Você negou fogo na hora H?

Na hora H viu que não era bem isso que queria?

Ou percebeu que a outra pessoa estava cometendo um grande erro?

As pessoas se aproximam de você com o objetivo de "ganhar algo". Um prêmio, medalha, seja lá o que for....

Estas criaturas nem se aperceberam que, antes de mais nada, estão CARENTES.

Realmente....pelo pouco que eu vi, você desperta o desejo das pessoas bem rapidinho.

Mas isso não é um defeito, pelo contrário, é uma virtude.

Calma......não vi o que você está pensando que eu vi.

Apesar de que eu gostaria muito de ter visto o que você está pensando que eu vi.

Isso é a VIDA.

O pior de tudo é que os ditos "machos" ficam abobados quando se deparam com mulheres bonitas e inteligentes.

Porque eles acreditam que mulher bonita (que eles querem pegar) são sempre burrinhas.

Que farão desta mulher um simples troféu......

Os ditos "machos" gostam de alardear que: "comi aquela gatinha... e depois a amiga dela... e assim por diante".

Entretanto, não são eles que "comem", não perceberam que são elas que "comem".

Tá vendo....existem também homens bonitinhos mas......burrinhos, burrinhos..

Não fique decepcionada com os homens que se afastam tão rápidos quanto se aproximaram

São homens que ainda não se "conhecem"

Estão apenas começando. Feito um peixe que não se pode comer....

O CORREDOR GELADO.

Ao passar pelo correndo as 16h00minh lá estava aquele vovô sorridente com seu filho contado sua história da época boa de moleque. Seu palco da vida tinha exatamente 59 anos. De muita luta levando e buscando o seu filho na escola, dirigindo sua velha picape azul em direção ao seu velho trabalho de carpinteiro esse que garantia o sustento de sua família.
Estamos falando de um vovô diabético que durante sua vida toda teve medo de médico essa mania boba que os pais têm de usar algo como referência para conter os seus filhos danados (“se não calar a boca vou leva ao médico”, se não come tudo vou da injeção coisas desse tipo) muitas vezes eles estão traumatizados seus próprios filhos e nem se dão conta disso, as crianças muito pequena fica apavorados em ver alguém que trabalha na ária de saúde usando jaleco branco (acham que são uns bicho papão.) não só as crianças pequenas mais os grandinhos também.

E assim eles crescem com essa resistência que não precisa sabe como andar a saúde e quando chegar a procurar um atendimento já não tem muito que fazer.

Foi exatamente isso que aconteceu com o nosso vovô sorridente que passou exatamente 55 anos de sua vida sem sabe o que era o sistema único de saúde.

E por incrível que pareça o povo tem uma falta de zelo com sua própria saúde isso é de espantar.

E essa falta de zelo que levou o nosso vovô sorridente, fazer primeiro uma Fasciotomia no pé esquerdo, imagine um buraco negro só que isso no pé de alguém. Depois a amputação das suas duas pernas.

- Ele se encontrava deitado na marca se despediu dos seus membros inferiores sabia que já estava chegando a hora de nunca mais pode ver suas pernas novamente.

Que só teria daqui por diante seus impulsos elétrico, esse que ia imagina que seus membros inferiores ainda estariam ali, só que restariam era suas velhas lembranças.

O rosto sorridente daquele vovô jamais seria o mesmo.

E ele jamais poderia imagina que em questão de horas seus membros inferiores estariam nas mãos. Daquela garota sorridente que cruzou com ele no correndo gelado e ainda por sinal parecia muito com sua filha já falecida.

Aquela sensação de impotência tomou conta de todo seu ser, mesmo sabendo que era Super natural e Preciso.

- Mais ela teve uma reação totalmente contra aos seus princípios éticos. E por algum minuto questionou será que não tinha outra maneira a não ser amputação?

Uma revolta de não poder fazer nada e ao mesmo tempo sua mão sendo o único afastado que separava a carne e o nervo, para aquela amputação na supra patelar direita de um ser que ela nunca viu na vida, a não ser naquele breve momento no corredor gelado.

Aquele cheiro que exalava do bisturi elétrico invadia toda sala cirúrgica e o seu nariz já sentia o cheiro de carne queimando, (é exatamente esse cheiro que tem o bisturi elétrico sobre a pele de alguém.)

Cada minuto que passava o osso ficava mais exposto e o sangue não parava, a carne roxa daquelas pernas exalava cada vez mais um cheiro insuportável.

Sabia que já tava chegando ao fim e parecia que era uma eternidade aquela amputação não foi à melhor coisa que tinha acontecido no dia e sim uma impotência. Tomou conta do seu ser.

É como se aquilo tivesse acontecendo com a própria pessoa, é muito estranho senti essa sensação. De não ter poder para mudar um resultado. Ou fazer um novo começo.

A única coisa que tinha que fazer naquela situação e dar o seu melhor para aquele estranho vovô sorridente.

Sua história de vida ninguém sabe a não ser que ele é um avô babão que ama muito o seu único neto, e como esporte adorava leva o pequeno ao parque no domingo. Para dançar capoeira.

Deu inicio a síntese. E cada ponto era o fim de uma história de vida. De um ser humano que durante 59 anos caminhou com suas próprias pernas e que de uma hora para outra teria que se habitua a nova vida aprende a viver novas experiência e amar a sua nova companheira a cadeira de roda essa que pelo visto ele tinha tanto pavor desde criança e por ironia do destino estava marcada na sua vida.

Mais por amor ao seu único neto ele teria por obrigação arrumar uma nova maneira para voltar a dançar capoeira no parque aos domingos com o seu netinho!....

E isso me fez lembra com saudade da minha avó como ela adorava sair de mãos dadas com os netos sem destino para a praia fazia cada barquinho de papel e dizia que cada um de nos era um oceano, Eu ela dizia que era a capivara que adorava correr em direção ao mar meu imaginário infantil sempre ganhava vários oceano e uma aportar bem distante, era de lá que eu poderia observa os braços pra trás da minha avó e seu sorriso aperreado. Com uma quase cigana querendo ler a minha mão. Em questão de segundo lá estava a minha querida avó em uma carreira só, ao meu lado querendo me protege daquela cigana.

E uma doce forma de lembra dos anos que se foram e ao mesmo tempo um jeito afetuoso de falar de quem amamos de quem sempre cuido de outras pessoas de como cada membro do nosso corpo faz falta não importa qual seja sua posição social todos nos somos seres humanos da mesma carne e do mesmo pó. E temos como obrigação cuida do nosso corpo, não é legal deixa o tempo correr sem fazer uma avaliação para saber como andar o estado de sua saúde

Como dizia a minha querida avó Alvina: Cuido muito bem das minhas duas propriedades que são o meu corpo e minha alma.

É um dever de todos aprende a respeita as diferenças de cada um.

Pois bem: Eu cuido, trato e defendo o Amor Livre, pois o contrário seria defender o amor preso. Afinal, sou bisneta da rebeldia..., neta da emoção, filha da loucura, irmã dos desejos, prima do prazer, amiga da liberdade, e amante de todos os meus amores. No céu da minha boca não há fogos de artifício: Só lindas estrelas.

Uma ótima tarde..