30 de março de 2012

A melhor forma de mantermos saudáveis é obtendo conhecimento. Quem sabe o que faz não precisa refazer.


A melhor maneira para se evitar qualquer tipo de trauma está num relacionamento sincero e em atitudes maduras entre os pais e as crianças ou adolescentes.
A educação alimentar e prevenção devem partir dos pais, sendo estes os maiores exemplos para a criança ou adolescentes. Só que a missão dos pais em orientar seus filhos em relação a uma alimentação saudável está sendo desempenhada com displicência. Muitos acham natural que as crianças prefiram batata frita salgadinhos, hambúrguer, sorvete, etc... Do que comer uma salada de cenoura, agrião ou um pedaço de peixe grelhado.
Esquecem que a responsabilidade pela saúde da criança ou do adolescente é, sobretudo deles e que são eles que devem escolher os cardápios dos filhos e programar suas atividades físicas.
Desde o nascimento até a morte, todo indivíduo tem direitos a um conjunto de serviços na área da saúde, desde que obedeça rigorosamente a regulamentação estatal.

A pediatria tem como missão principal orientar esses pais de como devem agir. A fim de prevenir inúmeras doenças que poderão comprometer a qualidade de vida das crianças, principalmente na fase adulta.
O primeiro ponto a ser feito é reeducar  a  família para melhora a qualidade das refeições consumidas e , o exercício físico deve ser o "lema" de todos os componentes da casa. Com essas medidas, é possível reduzir entre os pequenos o risco da obesidade, das altas taxas de colesterol no sangue, hipertensão e diabetes.
Se os pais não se transformarem em um modelo positivo. E praticam hábitos saudáveis não conseguirão convencer os filhos.

As atividade deve ser planejada e que todos os membros da família participem, um boa caminhada, passeio de bicicleta, natação e até mesmo brincar de esconde, esconde, limita o tempo em frente da TV, videogame computador essas atividades repetitivas  leva a vida sedentária, como os lanches em excesso aumenta o risco de obesidade e doenças vasculares.
Você já reparou o que faz um gato?

Ele espreguiça, alonga e boceja não é verdade. Pois bem  na realidade ele está sempre fazendo uma atividades físicas em intervalos regulares.
Os pais devem  ser positivo e estabelecer  atividades físicas que a crianças gostem

As metas são essências. Assim, a cada hora, levante-se e tente se espreguiçar, esticando os braços, os dedos, as unhas,  pescoço como o gato faz. Não se esqueça de bocejar e fazer aquela esticada. Alegre, simples, descontraída, contagiante e eficiente.
E como uma hora de atividades físicas por dia, apenas uma sobremesa após as refeições.

Quando as metas são arbitrarias ou muito restritivas as chances de sucesso diminuem. Nunca, mais nunca mesmo recompense as crianças com comida. Doces e salgadinhos como prêmio encoraja maus hábitos. Encontre outras maneiras para comemorar bons comportamentos. Se envolva mais na vida do seu filho principalmente na escola, certifique-se que a instituição oferece serviços que pensem no bem-estar da criança.
E quando for informar as coisas Procurem uma forma divertida às crianças costumam adequar as informações a sua vida.

Os exemplos de superação e ótimo para incentiva as crianças principalmente se for um de seus personagens favoritos.
Na realidade, exige-se a mobilização nos dois polos, buscando o peso ideal,  como preconizado por Aristóteles. A alimentação não deve ser racionada ao extremo e nem ingerida em excesso, sem critérios. O corpo humano é um complexo que busca o equilíbrio saudável.

Na mesma linha de pensamento, há necessidade de intervenção legislativa para orientar e conter o ganho de peso dos obesos, com políticas claras de nutrição saudável e até mesmo do acesso mais frequente à cirurgia bariátrica, mais conhecida como de redução de estômago. A estética não pode sobrepujar a ética. O belo não pode contrariar o saudável. A poesia e a música não podem ficar sem suas musas inspiradoras.
Um cheiro meu amoré!!!1

Infinidade.

Fico muito feliz por você meu amigo, caçador aventureiro, mas como o próprio sabe que a minha oficina de criatividade é pequena, mas infinita. E meu micromundo é dentro de um ambiente virtual, de onde tenho um cubo de quatro dimensões bastante colorido.
Cheio de teoria, paixões, confusões imaginária, química exótica, aquele pedacinho que ainda não foi desvendado. Que busca criatividade em lugares estranhos aonde não é necessário ir muito além.
O estranho amigo às vezes pode ser a própria vida, quando a gente é o espelho que olha. Misturamos tudo. Nossas referências, nosso repertório e o mundo exterior ao nosso. Um verdadeiro caos criativo. Doação sem preconceitos ao universo das ideias. E se é universo, é infinito. Aqui, o espaço entre planejamento e criação é infinito. Mergulhamos no caos, capturamos o interessante e organizamos toda a salada imaginária.
Sempre procurei acredita na infinidade de possibilidades e um bom  profissional nunca revela seus truqueis nunca mesmo antes do fim da história 
Como diz o Voltaire.
“Paixão é uma infinidade de ilusões que serve de analgésico para a alma. As paixões são como ventanias que enfurnam as velas dos navios, fazendo-os navegar; outras vezes podem fazê-los naufragar, mas se não fossem elas, não haveria viagens nem aventuras nem novas descobertas”.

29 de março de 2012

Poesia Matemática

Às folhas tantas
do livro matemático
um Quociente apaixonou-se
um dia
doidamente
por uma Incógnita.
Olhou-a com seu olhar inumerável
e viu-a do ápice à base
uma figura ímpar;
olhos rombóides, boca trapezóide,
corpo retangular, seios esferóides.
Fez de sua uma vida
paralela à dela
até que se encontraram
no infinito.
"Quem és tu?", indagou ele
em ânsia radical.
"Sou a soma do quadrado dos catetos.
Mas pode me chamar de Hipotenusa."
E de falarem descobriram que eram
(o que em aritmética corresponde
a almas irmãs)
primos entre si.
E assim se amaram
ao quadrado da velocidade da luz
numa sexta potenciação
traçando
ao sabor do momento
e da paixão
retas, curvas, círculos e linhas sinoidais
nos jardins da quarta dimensão.
Escandalizaram os ortodoxos das fórmulas euclidiana
e os exegetas do Universo Finito.
Romperam convenções newtonianas e pitagóricas.
E enfim resolveram se casar
constituir um lar,
mais que um lar,
um perpendicular.
Convidaram para padrinhos
o Poliedro e a Bissetriz.
E fizeram planos, equações e diagramas para o futuro
sonhando com uma felicidade
integral e diferencial.
E se casaram e tiveram uma secante e três cones
muito engraçadinhos.
E foram felizes
até aquele dia
em que tudo vira afinal
monotonia.
Foi então que surgiu
O Máximo Divisor Comum
freqüentador de círculos concêntricos,
viciosos.
Ofereceu-lhe, a ela,
uma grandeza absoluta
e reduziu-a a um denominador comum.
Ele, Quociente, percebeu
que com ela não formava mais um todo,
uma unidade.
Era o triângulo,
tanto chamado amoroso.
Desse problema ela era uma fração,
a mais ordinária.
Mas foi então que Einstein descobriu a Relatividade
e tudo que era espúrio passou a ser
moralidade
como aliás em qualquer
sociedade.

Millôr Fernandes

As 7 regras do amor

Não quero mais ouvir esse seu disco.

Qual é a verdadeira história que procura?..
Talvez você se tornou pra mim a história que eu não quero mais contar, o disco que não quero mais ouvir. E a montanha dourada que estou esquecendo.
Não quero acreditar nessa sua  filosofia que os vilões fazem o que acham certo sem precisar agradar quem que quer seja  só porque as mocinhas são retardadas.
Isso tudo pra mim não passa de  um punhado de areia ressequida ao som d água a procura da belaza de uma vida que desejar ter  mais não tem.
O  mundo  querido é redondo, e  tens um nariz e um coração.  Que procura aquecer o jardim com suas flores, através da sensibilidade  e essas coisas  são invisíveis aos olhos humano.
Sabe  as flores da poesia  já acorda com as cores do arco-íris
Em seu enorme sorriso  no rosto, pois pra quê dia melhor.
Do que aquele em que amanhecemos sorrindo?... Essa é a história..

26 de março de 2012

Entusiasme-se com o entusiasmo!

Como sempre, não sei que linha editorial seguir por aqui, poderia continuar com as lamúrias e mimimis despropositados, mas resolvi fazer diferente, uma premiação dos comentários.  E o Gatinho foi o grande vencedor.
Nem sei como sou capaz de manter um ar profissional depois de ler essas suas loucuras mais como você enviou vários comentários, e ainda mandou essa pérola pra mim querendo saber o que seria  um“comichão no ânus à noite”? Pois bem, pra quem não sabe isso são Lombrigas, que nojo! Nojento...
Hum isso é um talvez, você seja um caseiro meu gatinho que goste da natureza e provavelmente deve odiar as boates. Bom eu acho que isso é coisa de gente bem triste. . Não seja escravo da sua neurose.
Pode invadir ou chegar com delicadeza, mas não tão devagar que me faça dormir.
 Não grite comigo, tenho o péssimo hábito de revidar. Eu adoro acorda pela manhã com um ótimo humor, mas. Permita que eu escove os dentes primeiro
 Se você conseguir me enlouquecer uma vez por mês eu até aceito o seu desafio, mas, me faça uma louca boa, uma louca que ache graça em tudo que rime com, louca, loba, boba, rouca, boca.
Uma coisa eu sei que você gosta de música e sexo, eu vou ganhar e vou dirigir o seu carro, o que você adora, realmente quero te ver nervoso, inquieto dizendo muitas bobagens.
 Não me conte seus segredos me faça uma massagem nas costas, adoro umas contravenções. Se nada funcionar experimente me amar
Tenho vida própria não perca tempo, cultivando este tipo de herança de seus pais. Preconceituosas. Eu sou um albergue da juventude.
 Acredite nas verdades que digo e também nas mentiras, elas serão raras e sempre por uma boa causa. Não me obedeça jamais eu também gosto de ser contrariada.
 Seja mais forte que eu e menos altruísta! Não se vista tão bem... Gosto de camisa para fora da calça, gosto de braços, gosto de pernas e muito de pescoço.
 Reverenciarei tudo em você que estiver ao meu gosto, boca, cabelos, os pelos do peito e um joelho esfolado, você tem que se esfolar às vezes, mesmo na sua idade. Leia, escolha seus próprios livros, releia-os.  Não queira ser meu escravo, nem meu filho, nem meu pai. Escolha um papel para você que ainda não tenha sido preenchido e o invente muitas vezes.
Pois bem eu estou aqui na expectativa dessa aventura com muita garra e determinação.
Cada palavra que vos escreve aqui tem o seu perfume, sua cor e sua alma.
Bisous!!!.

25 de março de 2012

Somos os sujeitos das nossas próprias histórias, o importante é saber em qual papel você vai quere representar nela.

 Venha comigo, quero lhe contar uma história.

 Era exatamente às dezoito horas quando terminei de ler o livro à menina que roubava livros realmente tenho que admitir aqui meus amorés.
Há muito tempo que não ficava arrepiada com uma história assim.   O irônico é que já faz um bom tempo que o livro estava na minha bolsa e eu nunca tinha tempo para terminar a leitura, nesse vai e vem de bolsa feminina eu reencontrei com aquele cheirinho de perfume Angel.
 Comecei a me delicia com o livro enquanto o meu irmão bruxo se aventurava na cozinha com os seus ingredientes mágicos. Para sua Tachada berrichone.
Feijão vermelho, joelho de porco, cebola, folha de louco, cravinhos, vinho tinto, salsichas, pimenta e sal a gosto.
Eu no sofá estava e queria permanecer por varias horas, só que de repente ele começou a me gritar, dizendo que tinha me chamando umas 20 vezes aqui pra nós nem a primeira chamada eu escutei imaginem a vigésima quinta hora.  Eu podia sentir aquele cheiro bom que via na direção da cozinha mais eu estava tão focada na leitura que tinha até esquecido que estava morrendo de fome e isso para acontecer pode se dizer que é um milagre porque eu fico muito chata, estressada, com um mau humor bastante elevador quando estou com fome é o mesmo efeito  acontecer quando quero dormir e não posso.
Meu irmão tão concentrado no que cortava começou a dizer: – Ai senhorita xaxa daqui a pouco estará pronto à tachada a vossa alteza não que vim degustar.  E ele já olhando pra mim com aquele olhar de cebola chorão.
Eu estava sendo facilmente conquistada por uma simples história tão diferente, mas, porém profunda, algo estava me deixando totalmente distraída na minha pequena teoria é realmente não tava querendo um irmão buzinado no meu ouvido.  E falei; - peraiiii!!!...  O bruxo cariosamente não gostou, ele achou que eu estava dando atenção mais para um livro do que pra ele mais era isso mesmo que estava acontecendo naquele  momento.  Eu me encontrava fascinada querendo devora o livro em apenas 3horas. Um bom apreciador da arte faz isso o tempo todo.
Quando a morte conta uma história, você deve parar para ler. E tentar tapeá-la
Sé para pra pensar o único dom que nós salvar é a distração ela mantém a sanidade.
Às vezes temos nossos punhos de ferro que lutamos para não da o braço a torcer mais de repente você encontra-se no abismo da morte enrolado feito um charuto de cigarro.
Você saber que está morrendo sua audição que te fez escutar tantas músicas, cada uma mais linda que a outra e a ultima a ti abandona.  Qual será a cor nesse momento em que chegar a hora da partida final?
Será que as pessoas observam as cores do dia no começo e no fim?
Pra mim sempre esteve claro que o dia se funde através da matriz de cada multidão ao amanhecer. Pra se ter ideia.  Uma só hora pode constituir em milhares cores diferentes.
É como dizer que o branco sem sombra de duvida e uma cor. E aqui pra nós você não vai querer discutir isso comigo né ou vai?
Para o seu conforto eu não sou violenta, nem maldosa, mas sou um resultado.
Ei calma ai a morte ainda não está atrás de você, ela sequer te procura.
Tem pessoas tão humana que durante toda sua vida  conseguir passar  essa sensação que o livro me fez sentir  de  alegria, ternura, tristeza euforia, solidão, orgulho,  e a morte.
Às vezes são em simples palavras sacudidas que encontramos a oportunidade de fugir daquilo que nos perseguir.  E como um porão raso demais para suportar o seu próprio suspiro.
Com tantas coisas na cabeça sair do sofá e fui para o quarto morrendo de fome e quase tornei a machucar o meu pé esse que a umas três semanas  atrás tinha levado uns sete pontinhos uma doce travessura que aconteceu na festa de casamento da minha amiga.
Até me pequei variando um pouco entre o bom e o ruim, das coisas, às vezes o meu dia e muito ruim  mais ontem foi bem diferente foi um dia para se pensar   e igual a música Slliver  ela é tão sem sentido  que tenho uma leve certeza que o Kurt estava em outra dimensão quando escreveu essa letra.
Pensando já na letra do nirvana ao termina de ler menina que roubava livros entrei no banheiro, tomei um banho rápido e tive que sair correndo pra atender um telefonema.
Ao retorna ao closet, pra pegar uma roupa eu quase tive um infarto ao ver o livro todo molhado na pia. Não sei mesmo mais o mico sempre me acompanha parece até um, ima que atrai as coisas loucas.
O meu irmão - falando rindo.  Nossa que amor achei que estava já dormindo.  E eu desesperada para encontrar um ferro para passar o livro.  Naquele momento eu já estava muito irritada. Ai ele me pede para relaxa dizendo que ia ver o que podia fazer
Só que a minha mini copia acabou rascando o livro todo sem querer.
Mais  eu comecei a sentir um frio e apertava cada vez mais a toalha contra o meu corpo  de raiva que tinha ficado.  Ai vem aquele palavrão.
- Mais que merda!
Na verdade eu nunca conseguia fazer minha unha direito quanto mais cuidar de um livro...  Estanho seria se ele sobrevivesse a minha empolgação.
Tentei levar  o acontecido na  esportiva comendo  o Tachada berrichone  que ele tinha preparado e por sinal tinha ficado uma delicia.
Lembrei-me que tinha tantas outras coisas melhores pra pensar e fazer. Que não ia deixar um livro estragar a noite, mas claro que eu sabia que era mentira, e enquanto eu estava colocando a roupa eu pensava em como minha vida estava estranha!
Nunca deixei de ser uma sobrevivente.
Como também nunca deixei de cumprir o acordo quebrado.
Beijei muito as pessoas que sempre amei e sempre falei o quanto elas são importante para minha vida não deixei as coisas para mais tarde o que eu poderia fazer no momento
A nota final de sua narradora.
Os seres humanos são tão estranhos, mas é nessa estranheza que são solidários com a dor do próximo.