15 de dezembro de 2012

Saber entrar e sair...


Em sua linguagem simples e corriqueira retrata o lírico e a ficção que entrelaçam a dignidade, o respeito, a tolerância, amizade, e a coragem e é nesse clima infinito que desenvolve a prosperidade esquecida de um romance.

 A desconfiança é constante e às vezes predomina uma tensão atmosférica de um possível envolvimento. Mais ela sempre nos apresenta sobvarias formas plástica que pode ser vista ou percebida pelo homem de três maneiras visualizadas, ouvidas ou mistas (audiovisuais) tudo depende da nossa experiência do nosso conhecimento, da nossa disposição, imaginação e daquilo que a pessoa pretende mostrar.

Quando estamos dispostos a sintetizar nossas emoções conseguimos mostrar nosso sentimento nossa cultura através de valores estéticos como a beleza, a harmonia o equilíbrio, e até mesmo a revolta.  

“Cláudia Miranda”; Muitos alunos não acha matemática muito “legal” mesmo sabendo que ela está presente em praticamente todas as áreas do conhecimento, mas apesar disso ele respeita a matéria, pois sabem que nem sempre é fácil agradar e motivá-los.

Se você observa a imagem abaixo da Catedral de Brasília você vai pode ver que ela é reta paralela e não tem ponto em comum. Suas características estão no mesmo plano.
 

 E assim somos nós aqui no mundo virtual somos um leque de opções para serem trabalhadas a nossa maneira.

 Às vezes aparece aqui um feixe de retas paralelas que analisar sem qualquer pudor, exterioriza uma realidade vista por uma imagem de um cotidiano presente.
Aqui é meu espaço íntimo (subjetividade) que tenta encontrar os elementos da realidade externa ao meu modo.
Consequentemente ele pode até despertar o interesse do público que passa por aqui mais esse não é o meu objetivo moldar. Pois eu gosto de sua fórmula e originalidade.

O número de ouro é uma relação entre dois valores, geralmente representados pela altura e largura.
Que corresponde ao valor 1,618033989..., é um número irracional. Misterioso e enigmático que nos surge numa infinidade de elementos da natureza na forma de uma razão.

É preciso desenvolver em nós mesmos certas qualidades para pode admirar o diferente nesse mundo que nos oferta tanta riqueza.

 O que faz o juiz? ele ouvir atentamente e considerar, pois ele sabe que já existe o bem que é o (saber), agora o mal esse é a ignorância.

 
Se cada qual cuida da sua própria casa provavelmente não terá tempo algum, para querer cuidar da casa dos outros. Você está preocupada demais com o seu vizinho que se esqueceu de colocar o seu próprio habitar.  Às vezes querida as moscas adora uma festinha particular na casa de pessoas que diz ter 10 anos de experiência. Tudo na vida é uma questão de ética.

Ou seja: Saber entrar e sair principalmente quando não são convidados!!!....

 Saudades de vocês meus amores!!!

9 de dezembro de 2012

Pra você..